quarta-feira, junho 06, 2007

pele, ou o diferimento da fnac...

concorri as exposições fnac, aquelas que estao sempre à entra, com a "pele"... fica para a próxima...

até estava com uma certa esperança em relação ás menções honrosas... mas pronto...

interessante mesmo é que agora tenho uma exposição montada e/ou fotografias para vender, fica aqui o slide show para vocês escolherem... aceitam-se propostas







pele

tactear a luz,
sair à rua pela hora de maior calor ou já à tardinha, quando o silêncio e a melancolia se apressam lentamente a apagar o fogo.

o silêncio cresce de repente e fez revelar segredos (um homem fecha os olhos, viaja com a mão nas paredes, tocando a metamorfose das coisas) e depois o que interessa é guardar, não o momento, não a ruína, não a morte, mas a honesta memória dos muros.

os muros denunciam o que já esquecemos, e já esquecemos que os muros também são paredes de labirintos complexos e que a cal, que está em alguns, é a mesma da barriga dos mortos.

tactear a luz,
tocar fotografando, ou fotografar tocando, para trazer à superfície o mais profundo da pele: a inconstância.

e o tempo que se arrasta na pele dos muros deixa marcas e memórias e vertigens, pequenos desvios aleatórios na configuração precária dos rosto, e o tempo que se arrasta na pele que somos deixa marcas e memórias e vertigens, pequenos desvios aleatórios na configuração precária dos rostos.

e eu ainda vejo o sol arrastar com ternura e violência essas feridas abertas pelos sulco dos dias.

e eu ainda vejo amor em tudo isto.

texto de miguel manso

9 comentários:

quem? disse...

Quem fica a ganhar sou eu...eheheh
que vou ter direito a mais uma exposição permanente chez moi loft!

Quanto vale cada?
;)

aan disse...

elejo a 4

indigente andrajoso disse...

acho que é melhor fazer um leilão...

:)

Miss Shirley B. disse...

Realmente é melhor optares pelo leilão...Vai andar é tudo á batatada por causa dos trabalhos. Quem fica a perder por não teres o trabalho exposto na Fnac (e quem diz Fnac, diz outro local) são os visitantes. Paciência.

P.s. Faz-me lembrar (e espero não te ofender, não é a intenção) uma exposição de fotografia que fui ver a Munique do Manfred Bockelmann...

indigente andrajoso disse...

porque haveria de ofender?

;)

ja agora, a exposição esta encaixotada, aceitam-se propostas para sítio...

purita disse...

b-r-a-v-o!:)

expatriada disse...

numa proxima eles reconhecerao o teu talento e escolhem-te! nao tenhas duvidas! nos nao temos!

Luís Rijo disse...

http://www.saatchi-gallery.co.uk/
vê :)

Letras de Babel disse...

não me consigo decidir por nenhuma. entre mim e a pedra há uma ligação estranha. de fazer parte de.

muito bem. temos fotógrafo.

:)