segunda-feira, janeiro 22, 2007

design de portugal

há tempos, entre álcool e a procura de um sítio aberto para gastar a noite, tive uma “discussão” com duas amigas sobre as lojas de design e o design português, nada de muito complexo mas interessante.

estávamos a falar que… aliás eu perguntava porque é que o design português era tão caro? que assim não se vendia nada ou então as vendas tornavam-se demasiadamente exclusivas para um nicho de mercado dos ricaços, ou como por exemplo para pessoas que como eu que de vez em quando perde a cabeça e até compra uns copos do Siza

é claro que estou a falar meramente de cor sem muita procura nem dissertação sobre o assunto, é mais uma coisa que sinto do que uma opinião fundamentada e posso mesmo estar a correr o risco de me tornar um grande coirão que devia estar calado e andar mais atento ou procurar mais

eu sei que as coisas custam dinheiro, que é bem cotado lá fora, que as peças tem um valor muitas vezes regrado pela baixa tiragem e a maior parte das vezes pelo caganço de quem vende por ser “muito selecto”, mas mesmo assim tenho duvidas que a qualidade física e robustez justifique tanto preço. Talvez ainda sejam reminescencias da ditadura que não desenvolveu a industria misturado com o legado do nosso artesanato e produto artesanal

ás tantas de uma forma geral nós é que temos ordenados rascas…

no lado oposto temos o design rasca de vão de escada, que muito mérito tem mas que é feito e do século passado e chegando em alguns sítios a ser de dois séculos passados

é inegável que sítios como passos de ferreira contribuem em muito para a economia nacional e que permitiu a muita gente ter a sala mobilada, mas já deveriam ter aprendido alguma coisa com a marinha grande que deu um salto positivo na contemporaneidade

parece que reflecte bem o nosso Portugal, o muito rico do design e os muito pobres do móvel de sala e no meio uma classe média à rasca que se vai safando no ikea e afins. Se calhar também é apenas a politica de gosto que não está muito desenvolvida por cá, tirando honrosas excepções…

que na realidade não assim nada de mal faz parte do mercado de oferta e da procura, mas que chateia… isso chateia


aqui na oficina estamos a trabalhar num resort, que terá hotel e umas 120 e tal casas para alugar. a decoração está a cargo de umas senhoras decoradoras de Bristol que vieram cá na semana passada para conhecer o “design português” e sondar possibilidades de negócio em algumas lojas, de forma a trazer um pouco de Portugal nos projectos aproveitando assim os produtos nacionais.

passaram cá uma semana e ficaram completamente decepcionadas, desde a busca prévia na Internet, de forma a fazer um itinerário, até a visita a diversas lojas.

“portuguese design?”
“sorry we only have italian…”

será que cá em portugal não existe um design realmente português que possa ter competitividade, qualidade e disponibilidade para por exemplo fornecer 200 camas? Sem recorrer aos rocócós paços de ferreira?

voltaram para o UK com um anuário de design português e algumas revistas nacionais que lhes indiquei, vão voltar para a FIL e a Expo Salão…

aí tenho alguma fé…ou não…

vamos ver…

7 comentários:

Preciouzzz disse...

quando tiver tempo falo contigo sobre o assunto!


beijos, muitos

intruso disse...

acho que não vai lá com fé...

há design(s)
portugues(es)
...


p.s.
a foto é bonita,
o meu sonho é ter uma lareira igual mas mais "trabalhada"... com flores e assim...

Ana disse...

Design? Não ligo *

Play Dead disse...

Eh pá! Essa casa é minha!!! Como foi que conseguiste essa foto??

INDIGENTE ANDRAJOSO disse...

consgui na net...

mas a casa nao deve ser tua... a menos que te chames celeste

http://casadaceleste.planetaclix.pt/

redoxguru disse...

Diz às senhoras para virem à melhor feira profissional de mobiliário e decoração em Portugal:
a Exporthome. Têm tido eventos de sobre design Português e existem parcerias entre escolas de design, associações comerciais, etc.

http://www.exporthome.exponor.pt

http://www.exporthome.exponor.pt/Actividadesparalelas/tabid/55/Default.aspx

etc...pesquisa.

INDIGENTE ANDRAJOSO disse...

sim, elas vao la e tambem devem vir à fil a seguir...