terça-feira, janeiro 29, 2008

língua...


Deste lado da descendência saímos todos dislexicos e mesmo com regras decoradas há alturas que tenho uma grande dificuldade com certas palavras.

Por vezes não consigo repetir sílabas idênticas, biblioteca, associação, e por vezes não sei como se escrevem palavras, com que letras, quais letras, troco B por P, s por ss, ê por ee…

Há um acidente e um gnr vai dar conta da ocorrência, escreve no relatório “sujeito A encontra-se estendido no chão com a cabeça no passeio, espera lá”, pensa ele “escreve-se passeio ou paçeio?” pensa e da um pontapé na cabeça “que se lixe, o sujeito A encontra-se estendido no chão com a cabeça na estrada”

As vezes sou um agente da gnr…

Sempre tive dificuldade em decorar por decorar, tudo tinha que fazer lógica e o que decorava era por compreensão. lembro-me que descrevia nos testes o gótico não por decorar as suas características mas por conseguir descrever a imagem visual que tinha na minha cabeça

Em geometria fazia tudo por intuição compreensiva (nem sei se isto existe), resolvia os problemas porque os percebia em 3D na minha cabeça em vez de repetir os passos em lengalenga de tabuada como era costume fazer, ponto A rebate para o ponto B, roda-se 90º e já esta resolvido. Por causa disso tive que descrever passo por passo o meu exame de 12º, pois não usava o método geral e o senhor corrector não tinha percebido, explicação feita, devolveram-me os 4.5 pontos que tinham tirado

Também há conceitos que me parecem estranhos…

restauração: só consigo ligar ao restauro, descobri agora que a palavra tem duas origens a italiana ligada ao restauro e a francesa aos restaurantes

moderno: só consigo ligar ao modernismo…

intimista: sei que não, mas ligo a intimidação, algo intimista, que intimida

e ainda há mais…

agora diz que vai haver um novo acordo ortográfico, que vai haver muita coisa a mudar…só que ainda não percebi se finalmente vou deixar de ficar com dúvidas ou se realmente estou lixado…

vamos ver…

2 comentários:

AR disse...

Como te compreendo! Também eu me sinto uma autêntica GNR por vezes! Junto às tuas a troca do s pelo z! Enfim... Pelo que entendi com o acordo é mais fácil, desde que seja possivel compreender a lógica, que salvo o erro é a da preguiça...

ZEP disse...

hmm.. intimista é intimidatório?

better work on it ;-)