quinta-feira, fevereiro 03, 2005

Sombras

corpo


"Não sou quem sou numa fatidica luta contra aquilo que fui e com o que serei,
so um vaso quebrado, desajeitado, uma sombra de coisa nenhuma"

paulo silva

somos sombras, momentos, instantes, sitios no espaço entre a luz e a parede,
não somos o que parecemos,
não somos como nos apresentamos,
não somos aquilo que achamos de nós,
não somos aquilo que os outros acham de nós,
não somos nada,
não somos tudo,
apenas somos.

como me disse um amigo "somos o que somos",
somos o que somos porque tudo o resto são meras imagens, interpretações, versõe pessoais que são obviamente particulares e parciais.
Somos entidades multidimensionais, interpretadas pelas sensações, emoções e intelecto de quem nos vê. logo o que se "vê" são apenas imagens

Como imagens, não são reais.
Na verdade apenas podemos ser realmente o que somos, mas como tambem somos seres exteriores á nossa existencia, tambem nao sabemos realmente como realmente somos.

Por isso somos e seremos sempre sombras, apenas reflexos da nossa existencia que nunca será realmente apreendida.

E depois? interessa isto tudo? se calhar interessa...

é um aviso á navegação, não que seremos sempre incompreendidos mas que há sempre a possibilidade de não nos estarem ou de não estarmos a ser realmente vistos como somos. Confusões, conflitos, equivocos, contradições, faces diferentes da mesma moeda.
Por isso se calhar não deviamos dar tanta importancia a isso, ou melhor, dar-lhe a importancia devida na altura devida.
Seremos sempre sombras, momentos, acasos, reflexos, pinturas de não luz em paredes alheias, que ao mudarem tambem nos altera.


Seremos sempre efemeros seres eternos...

1 comentário:

Quem? disse...

Antes de sermos o que somos, somos energias….partículas do universo.
És! Eu vejo-te e eu sinto-te
Existes! Eu compreendo-te e eu conheço-te.
Até podes ser sombra, mas também és muita luz.
Chama-se a isto a harmonia da existência.
Afinal tudo é um equilíbrio de energias contrárias.