sexta-feira, junho 09, 2006

Karima meets Lisboa meets Miguel meets Cairo



primeiro... não é nada agradável estar-se abafadamente á espera de um espectaculo que diz no cartaz que começa a horas e que aconselha a levantar os bilhetes 45m antes... ontem no negócio da zdb, a coisa estava um bocado mal organizado o que levou a que tivessem que andar a chamar as pessoas que falharam as marcações á ultima da hora para meter mais alguem, chegando ao ponto de ter que ficar pessoas sentadas no chão... enfim , nada de outro mundo mas irritante (pois nas outras peças que vi a coisa foi muito diferente)... mas pronto, já passou...

a peça fala da relação entre 2 bailarinos, um de lisboa e outra do cairo, que se encontram durante uma residencia e se propõem a trabalhar juntos, fala-se da relação pessoal e como ela se reflecte no trabalho (e vice-versa), as suas diferenças, os seus atritos, as suas viagens, bla, bla,bla, esta historia toda é um mero contexto e pretexto do que realmente se está ali a falar, do que realmente interessa, a relação entre a arte contemporânea e a sua globalidade, a geografia cultural do hemisferio ocidental e oriental, a caricatura do que se pensa ser o outro lado, a forma como se cria, a forma como se ve o corpo do homem e da mulher, de cairo e lisboa, do que é estar no cairo sendo de lisboa, o que é estar em lisboa sendo do cairo, o que é estar em lisboa sendo de lisboa e do cairo sendo do cairo.

fica outra ideia no ar, que depois do estado zen do dominio da técnica é tudo diversão...



entretanto hoje ha mais 2 Aydin Teker - aKabi e Teatro Praga - DiscoTheater

1 comentário:

Mendes Ferreira disse...

é preciso ter-se alma especial para se amar o Cairo...cá e lá....


_____________________________

bjo.